Aprender a programar

Aprender programação vai muito além de aprender a escrever códigos

Diferente do que muita gente pensa, você não precisa ser um gênio para aprender programação. Assim como não precisou ser um para aprender a ler. As letras eram como desenhos ou rabiscos e não formavam palavras, muito menos frases. Aos poucos veio o aprendizado, com vogais, consoantes, sílabas, palavras e por fim leitura e escrita.

Aprender programação também é assim. Primeiro você vai aprender uma linguagem de programação, aos poucos começará a escrever códigos e então poderá começar a criar coisas. E, certamente poderá aplicar as habilidades em várias outras situações do dia a dia.

Steve Jobs, um dos fundadores da Apple, dizia que todos deveriam aprender a programar um computador, porque isso ensina a pensar. A verdade é que a tecnologia avançou muito nos últimos anos e os computadores estão em qualquer segmento que você queira trabalhar. Seja para registrar um estoque de produtos, criar um código de barras, vender ingressos para eventos. Em algum momento você irá depender da tecnologia.

O portal da Exame publicou uma reportagem com Mitchel Resnick, diretor do grupo Lifelong Kindergarten, do MIT Media Lab, que utiliza as novas tecnologias para promover experiências de aprendizagem criativas. Ele disse que a programação é uma das habilidades do século 21 e deveria ser tão importante quanto ler ou escrever. Segundo ele, em um mundo repleto de tecnologia, quem não aprender a programar será programado. Para Michael, é importante aprender a codificar, não só pelas oportunidades de trabalho, mas pela possibilidade de ver o mundo de novas maneiras.

Todos os dias surgem inovações na área técnica, nas metodologias e nos equipamentos. É preciso se adaptar e fazer o melhor uso dessas inovações.

Saber programação é um dos melhores caminhos para alcançar essa “fluência”, porque o conhecimento poderá nos ajudar a compreender como funciona cada detalhe dessas novas tecnologias.

Está decidido a aprender programação? Conheça a metodologia Blue

Nossa metodologia é composta por dois ciclos de desenvolvimento de competências: hard skills (conhecimentos técnicos) e soft skills (habilidades comportamentais). No primeiro ciclo, os alunos são conduzidos em uma jornada desenvolvendo as habilidades técnicas, com conteúdo teórico e prático. Aqui é onde você aprenderá a programar!

No segundo ciclo, você tem acesso a um curso introdutório de inglês, palestras com profissionais, dinâmicas, exercícios de autoconhecimento e acompanhamento contínuo para potencializar as habilidades e competências exigidas pelo mercado como comunicação, inteligência emocional, empatia, ética, resolução de problemas, entre outras.

Que tal ser um Bluemer?

Ser um Bluemer é querer transformar o mundo através da educação e da tecnologia! É acreditar no papel delas na construção de um futuro melhor, unindo o talento de quem trabalha com a gente e o potencial de quem escolhe ser nosso aluno!