Mercado de TI

O mercado de TI está aquecido e faltam profissionais qualificados: como o curso da Blue pode ajudar?

O mercado de TI está aquecido no Brasil. A pandemia do novo coronavírus impôs mudanças em diversos setores da sociedade e o mercado de trabalho também sofreu os reflexos dessa transformação. As medidas de distanciamento social, por exemplo, aceleraram o processo de transformação digital em muitas empresas, que passaram a vender os seus produtos e serviços com a ajuda da tecnologia.

Neste contexto, a procura por determinados tipos de profissionais cresceu muito, a ponto de, em algumas áreas, haver mais vagas que pessoas capacitadas para as ocupar. O mercado de tecnologia da informação (TI), ilustra bem esta nova realidade.

Atualmente, a demanda por programadores, desenvolvedores, entre outras profissões ligadas à tecnologia, está super aquecida e a tendência é de que aumente ainda mais nos próximos anos.  

De acordo com o levantamento feito pela Brasscom no ano de 2020, se por um lado o Brasil forma cerca de 46 mil profissionais de tecnologia ao ano, a procura por esses especialistas deve ultrapassar o número de 420 mil até 2024.

A partir da análise desses números, fica clara a discrepância na relação oportunidades x profissionais capacitados.

Portanto, trata-se de um problema robusto que precisa ser solucionado por meio da educação e formação de novos profissionais com perfis tecnológicos.

E é justamente para mudar esse cenário que a Blue oferece uma solução completa, que vai desde o curso de programação para formar novos desenvolvedores até a conquista do tão sonhado emprego na área de tecnologia.

Neste artigo, abordaremos aspectos como a metodologia adotada, as skills desenvolvidas, como a Blue ajuda a empregar desenvolvedores, benefícios exclusivos oferecidos aos Bluemers, entre outros pontos.

Continue a leitura e saiba tudo o que é necessário para ingressar de vez no promissor mercado da tecnologia!

Capacitação profissional para atuar no mercado de TI

Se você deseja desenvolver a sua carreira por meio da programação, o primeiro passo é se dedicar à capacitação profissional. A área de Tecnologia da Informação engloba diversas subáreas e você poderá escolher atuar em uma ou mais delas.

No entanto, é de extrema importância conhecer todas essas subáreas para, de fato, se tornar um especialista completo. Entre as possibilidades de atuação, estão o desenvolvimento back end, front end e full stack, além da engenharia e ciência de dados.

Com o curso oferecido pela Blue, você aprenderá todas as habilidades mencionadas, se preparando para o mercado de trabalho. Além do conhecimento técnico (hard skills), também serão desenvolvidos o trabalho em equipe, pensamento analítico, comunicação, entre outras habilidades comportamentais.

Por isso, o curso da Blue também tem trilhas de aprendizagem focadas nas soft skills, ou seja, habilidades comportamentais e interpessoais que, somadas às capacidades técnicas, formarão um especialista completo, pronto para atuar no mercado de TI.

Metodologia e duração do curso de programação

Um diferencial importante da Blue em relação às outras escolas do mesmo nicho é, sem dúvida, a aplicação prática dos conhecimentos teóricos adquiridos ao longo do curso. 

Nesse sentido, durante 5 semanas os alunos desenvolverão um projeto em modelo bootcamp, ou seja, resolverão problemas complexos que existem em empresas reais.

Dessa forma, o aluno consegue simular desafios que encontrará no mercado de trabalho, se tornando apto a lidar com eles da melhor forma possível.

Outro aspecto que merece destaque é que a Blue não oferece apenas o curso, ela faz a ponte entre os alunos do curso de programação e as empresas contratantes. 

O curso da Blue para ajudar a empregar desenvolvedores tem duração de 12 meses, período no qual são ofertadas mais de 1.000 horas de aprendizado com câmera aberta <aulas síncronas/>.

Todo esse processo é facilitado e orientado por professores, educadores e mentores que já atuam no mercado de tecnologia.

Requisitos necessários

Para ser um Bluemer, como é chamado o aluno da Blue, além da disponibilidade diária para assistir às aulas, é preciso ter 16 anos completos, dedicação, comprometimento e muita vontade de aprender.

Esses são os únicos requisitos para que você embarque em uma verdadeira jornada de transformação, que será a porta de entrada para esse mercado tão aquecido e promissor.

Mas afinal, o que esperar do curso de programação da Blue?

Uma das grandes vantagens do curso da Blue para jovens desenvolvedores que pensam em iniciar na programação está no modelo construído: todo o conteúdo tem como premissa a aplicação dos conhecimentos adquiridos na rotina profissional. Assim, está completamente em sintonia com as exigências do mercado de trabalho.

Durante o curso, os Bluemers aprendem as seguintes skills:

  • Trabalhar pontos fortes e fracos por meio do autoconhecimento;
  • Comunicar-se com inglês básico;
  • Estruturar um currículo e um perfil no LinkedIn realmente eficientes no que diz respeito à construção da imagem e da reputação profissional;
  • Conceitos de blockchain, metodologia ágil, entre outras ferramentas usuais no mercado de tecnologia da informação;
  • Performar bem em entrevistas de emprego com o uso da oratória e do storytelling;
  • Liderar e gerir uma equipe.

Dessa forma, ao final dos 12 meses, o aluno estará totalmente apto a:

  • atuar com ferramentas, técnicas e linguagens modernas amplamente utilizadas no mercado de trabalho;
  • desenvolver sistemas, aplicativos, softwares e sites;
  • proteger dados e atuar na segurança das informações (cybersecurity);
  • programação full stack para atuar em diversas áreas de tecnologia.

Bluemers podem começar a pagar o curso somente quando começarem a trabalhar

Conscientes de que o acesso a bons cursos de programação está restrito aos poucos que têm condição de pagar por eles, os idealizadores da Blue propõem um modelo diferente e muito mais inclusivo.

A Blue investe na formação de seus alunos, faz a ponte entre profissionais e empregadores, e oferece o modelo de financiamento para aqueles que desejarem pagar pelo curso após conquistarem um emprego na área.

O modelo de financiamento funciona da seguinte forma: o aluno só começa a pagar quando estiver empregado, ganhando pelo menos R$3.000,00.

São retornados para a Blue mensalmente, 17% da receita até que o valor total do curso seja atingido. A partir daí, não há mais obrigação financeira entre o especialista e a Blue.

Se o salário for reduzido ou se a pessoa perder o emprego, o pagamento é congelado. Não há taxa de matrícula e nem é necessário um avalista.

Há, ainda, as opções de pagamento das mensalidades durante a realização do curso ou à vista. 

Com base no que foi apresentado neste post, ficam nítidas as vantagens de iniciar uma carreira em tecnologia no Brasil. A demanda, que já é grande, só tende a aumentar e as remunerações praticadas no mercado de TI são bastante atrativas.

Com dedicação e comprometimento, você pode conquistar uma boa vaga no mercado de trabalho em menos de um ano, com o curso de programação da Blue. 

Para te auxiliar nesse objetivo, a equipe foca em excelência, boas práticas, desenvolvimento de hard e soft skills, prática profissional e networking com profissionais experientes.

E o melhor: você pode escolher pagar pelo curso somente depois que estiver empregado!

Deseja fazer parte dessa transformação, se tornar um profissional qualificado e disputado em uma ou mais áreas da tecnologia? Saiba mais sobre a Blue, acesse a grade curricular do curso e se torne um Bluemer agora mesmo!

Posts relacionados