tecnica-aprendizado-blue-edtech

Quais são as técnicas de aprendizado mais efetivas?

4/05/21

Se você nos acompanha nas nossas redes sociais, notou que fizemos uma publicação sobre dicas de organização e, neste post citamos uma técnica de estudo chamada Pomodoro. A técnica foi criada por Francesco Cirillo na década de 80, e tem como objetivo utilizar o tempo como forma de organização para os estudos. Ela sugere o método 25/5, onde você se concentra nos estudos durante 25 minutos e descansa nos próximos 5, e assim por diante. A técnica Pomodoro foi elaborada com base em sua própria experiência enquanto estudante, e, depois de alguns anos, sua eficácia foi comprovada por estudos científicos. Quais são as técnicas de aprendizado mais efetivas?

Barbara Oakley, pesquisadora de psicologia cognitiva e professora na Universidade de Oakland, afirma que nosso cérebro funciona de duas maneiras: modo focado e o modo difuso. Portanto, caso você sinta que está saturado e empacado em certo momento, o melhor a fazer é, ou mudar a disciplina, ou então relaxar por um curto período de tempo. Oakley explica que o cérebro precisa alternar entre os seus dois modos de funcionamento para absorver o conteúdo de maneira efetiva.

Caso tenha mais dificuldade em uma disciplina específica que precisa estar presente em sua rotina de estudos diariamente, a dica é não deixá-la para o final! Organize-se para que seja uma das primeiras a serem estudadas, pois ela exigirá mais esforço e concentração, e o seu o cérebro ainda está relativamente relaxado.

E como absorvemos diversos tipos de conteúdos?

As pessoas absorvem conteúdos e aprendem de maneiras diferentes. Por isso, aconselhamos que você se conheça para entender qual a melhor estratégia a ser aplicada para aumentar seu potencial de absorção de conteúdo, se: visual, musical ou escrita?

Para aqueles que se identificam com a maneira visual, uma dica é estudar por meio de mapas mentais onde as os temas são organizados por meio de diagramas, utilizando cores e elementos que vão te ajudar na fixação do conteúdo. Caso se identifique mais com a forma musical, busque podcasts sobre o assunto ou então fale em voz alta sobre a disciplina. Ou então, se você considera que escrever é o melhor caminho, elabore diversos resumos.

Segundo Oakley, no entanto, de nada vale tudo isso caso você não aplique de fato o que foi aprendido, e então sugere-se a uma técnica denominada “recordação ativa”. Nela, você anota as ideias-chave de um conteúdo, em seguida tira os olhos do texto e tenta recordar. A dica é seguir com a recordação ativa em diversos lugares momentos diferentes do dia.

A metodologia de aprendizado da Blue foi pensada pelo time pedagógico para que os alunos tenham a máxima absorção e da maneira mais eficiente possível. Utilizamos a metodologia da aprendizagem ativa, que mistura rotinas de teoria com rotinas de prática, onde o aluno está sempre interagindo com o conteúdo das aulas.

Seja por meio de exercícios ou então pela interlocução com o professor e outros integrantes, a intenção é fazer com que o aluno seja protagonista do seu próprio aprendizado. Na Blue, o calendário de aulas foi elaborado para que os alunos tenham, em dias alternados, aulas teóricas e em outros as aulas puramente práticas que chamamos de Code Labs. Nestes dias, os professores levam situações-problema reais do mercado de trabalho na área de tecnologia e os alunos, então, aplicam a teoria lecionada na aula anterior.

O segredo desta técnica é aplicar o conhecimento rapidamente para que ele seja assimilado, e então as chances de que as conexões entre os neurônios relacionados àquele conhecimento são maiores de acontecer.

O que acha de fazer parte da nova geração que vai dominar a área de tecnologia? As inscrições para a próxima turma já estão abertas. Vem ser um Bluemer!

Leia mais:

10 tendências de negócios em TI para ficar de olho em 2021

Governos do mundo devem investir 5% a mais em TI em 2021

Como a educação e a tecnologia mudaram a história de um jovem programador